Dedo em martelo

O que é?

dedo martelo 1Dedo em martelo (mallet finger), é uma deformidade do dedo causada quando um tendão extensor está lesado ou por alguma razão deixa de exercer a sua função.  Quando uma bola ou outro objecto atinge a ponta do dedo ou do polegar, a força lesiona o tendão ou provoca o arrancamento da sua inserção na falange distal.

Quadro clínico

O dedo fica geralmente doloroso e inchado.  A ponta do dedo pode pender visivelmente.  Ocasionalmente, existe um hematoma debaixo da unha.

Dedo em mola

O que é

dedo mola - figura1. Dedo em mola ou dedo em gatilho, é o termo corrente para designar tenossinovite estenosante dos tendões flexores dos dedos da mão. Tem este nome pois o paciente quando tenta esticar o dedo atingido, há uma dificuldade inicial em o fazer após a qual o dedo estica rápidamente após um ressalto, dando a sensação que se soltou uma mola.

Para o seu correcto funcionamento, os tendões que fazem a flexão dos dedos das mão passam por umas estruturas em forma de anel chamadas polis, que funcionam como roldanas e mais não fazem do que guiar os tendões de forma a que possam deslizar correctamente na proximidade dos ossos e potenciar assim a sua acção.

O dedo em mola aparece quando a poli existente na base do dedo se torna espessada e de alguma forma dificulta o deslizar do tendão nessa zona. Por vezes nota-se uma tumefação nessa zona. A dificuldade do tendão passar na poli origina um processo inflamatório, com aumento de volume do tendão, o que dificulta ainda o seu movimento criando-se desta forma um ciclo vicioso.

Doença de Dupuytren

dupuytren - figura1. O que é

Doença de Dupuytren caracteriza-se por uma espessamento anormal do tecido celular subcutâneo (designado por fascia) na  palma das mãos, que com frequência se estende aos dedos. O desenvolvimentos de nódulos e cordas fibrosas espessas, causam uma progressiva deformidade em flexão dos dedos (contractura em flexão). Com maior frequência são atingidos os dedos anelar e mínimo. As estruturas ósseas e tendinosas não são habitualmente atingidas pela doença.

Deformidade em botoeira

botoeira.

O que é

É uma lesão nos tendões dos dedos, que impede que o dedo extenda totalmente. A articulação interfalângica proximal fica em flexão e a interfalângica distal em hiperextensão levando a deformidade típica.

 

 

Causas

É geralmente causada por um traumatismo forte com o dedo em flexão ou um corte na parte superior do dedo, que atinge o tendão extensor.

Fractura do rádio distal

O que é

fratura radio discal. O  antebraço inclui dois ossos: o rádio e o cúbito. O rádio é o maior e  o fracturado com maior frequência.

Diz-se que uma fractura é do rádio distal quando ocorrer na área do rádio perto do punho. É uma fractura muito comum.

Causas

A fractura acontece geralmente com uma queda com o punho e extensão. Também pode acontecer num acidente de carro, num acidente de bicicleta, num acidente de esqui, e situações semelhantes.
Algumas vezes, o outro osso do antebraço (cúbito ou ulna) também é fracturado; quando tal acontece denomina-se, à semelhança do rádio, de fractura do cúbito distal.
Esta fractura foi descrita pela primeira vez por um cirurgião e anatomista irlandês, Abraham Colles, em 1814, daí ser muitas vezes chamada de fractura de "Colles".