Lesões nervosas

O que são

Os nervos são frágeis e podem ser danificados pela pressão, estiramento, ou secção. A lesão num nervo pode parar o envio de sinais de e para o cérebro, fazendo com que os músculos não funcionem correctamente, e haja uma perda de sensibilidade na área lesada.

Anatomia

lesoes nervosas - figura1Os nervos são parte do sistema que transporta as mensagens entre o cérebro e o resto do corpo. Os nervos motores levam mensagens entre o cérebro e os músculos para fazer o corpo se mover. Os nervos sensitivos transportam mensagens entre o cérebro e as diferentes partes do corpo para sinalizar dor, pressão e temperatura.

Um anel de tecido cobre o nervo (epineuro), protegendo-o assim como o isolamento em torno de um cabo eléctrico. Os nervos são compostos de muitas fibras, chamadas de axónios . Esses axónios são separados em feixes dentro do nervo. Os feixes são rodeadas por camadas de tecido, tal como a camada de tecido exterior que circunda o nervo.

Causas

Pressão ou lesões de estiramento podem causar lesões das fibras dentro do nervo. Isto pode interferir com a capacidade do nervo de enviar ou receber sinais, sem danificar cobertura.

Quando um nervo é cortado, tanto o nervo como o epineuro são afectadas. Por vezes, as fibras no interior do nervo podem quebrar enquanto o epineuro permanece intacto e saudável. Se o epineuro não tiver sido lesado, a extremidade da fibra mais distante do cérebro morre. A extremidade mais próxima para o cérebro não morre e passado  algum tempo, pode começar a regenerar. Novas fibras podem crescer sob o tecido intacto isolante até atingir um músculo ou receptor sensorial.

Se tanto o nervo e epineuro foram cortados e o nervo não é reparado, as fibras nervosas em crescimento podem crescer para formar uma cicatriz dolorosa, ou neuroma .

Tratamento

Tratamento Cirúrgico

lesoes nervosas - figura2. O epineuro em torno de ambas as extremidades do nervo lesado é suturado. O objectivo na fixação do nervo é salvar a cobertura isolante para que novas fibras possam crescer e o nervo possa funcionar novamente.

Se ocorrer alguma perda, deixando um espaço entre as extremidades do nervo, pode ser necessário ter um pedaço de nervo (enxerto de nervo) a partir de uma parte do corpo do doador para fixar ao nervo lesado. Isto pode causar a perda permanente da sensibilidade na área em que o enxerto de nervo doador foi tirada.

Uma vez que o revestimento isolante do nervo é reparado, o nervo, geralmente começa a cicatrizar três ou quatro semanas após a lesão. Os nervos geralmente crescem um centímetro por mês, dependendo da idade do paciente e outros factores.

Recuperação

Várias coisas podem ser feitas para manter a actividade muscular e sensibilidade enquanto espera pela recuperação.

A fisioterapia vai manter as articulações flexíveis. Se as articulações se tornarem rígidas, não vão funcionar, mesmo que os músculos músculos voltem a funcionar.

Se um nervo sensitivo for lesado, é necessário que o paciente tome precauções para evitar lesões causadas que possam ser originadas pela perda da sensibilidade na área afectada (por exemplo, não queimar ou cortar os dedos).

Os factores que podem afectar os resultados após a reparação do nervo incluem a idade, o tipo de ferida e localização da lesão e a experiência da equipa cirúrgica.  Embora as lesões nervosas possam criar problemas duradouros para o paciente, um tratamento adequado permite o retorno de um estado funcional muito satisfatório.

Mais informação: http://orthoinfo.aaos.org/topic.cfm?topic=A00016


Imprimir   Email